Assim será Amásia, o supercontinente da Terra que já começou a se formar

Assim será Amásia, o supercontinente da Terra que já começou a se formar

7 de outubro de 2022 0 Por Jonas Estefanski
Compartilhar:

Essa grande massa terrestre se formará quando o Oceano Pacífico estiver completamente fechado

Um grupo de cientistas da Curtin University, na Austrália, apontou como será o próximo supercontinente do mundo, batizado de “Amásia”. Segundo os pesquisadores, essa grande massa de terra se formará quando o Oceano Pacífico estiver completamente fechado, processo que ocorre lentamente e que deve ser concluído dentro de 200 ou 300 milhões de anos. O estudo foi publicado na revista científica National Science Review.

“Ciclo do supercontinente”

Segundo Chuan Huang, líder do estudo, a cada 600 milhões acontece um fenômeno conhecido como “ciclo do supercontinente”. Isso ocorre quando os continentes da Terra colidem para formar um supercontinente (como Pangeia, no passado). “Isso significa que os continentes atuais devem se reunir novamente em algumas centenas de milhões de anos”, disse ele.

Supercontinente Amásia
Imagem: Universidade Curtin/Divulgação

Para realizar o estudo, os cientistas usaram um supercomputador para simular como essas colisões acontecem. “O novo supercontinente resultante foi nomeado Amásia porque alguns acreditam que o Oceano Pacífico fechará (em oposição aos oceanos Atlântico e Índico) quando a América colidir com a Ásia”, afirmou Huang. “Espera-se que a Austrália também desempenhe um papel neste importante evento da Terra, primeiro colidindo com a Ásia e depois conectando a América e a Ásia quando o Oceano Pacífico fechar”, completou.

“Ao simular como as placas tectônicas da Terra devem evoluir usando um supercomputador, conseguimos mostrar que em menos de 300 milhões de anos é provável que seja o Oceano Pacífico que se fechará, permitindo a formação de Amásia, desmentindo algumas teorias científicas anteriores”, disse Huang. O Oceano Pacífico é o que resta do super oceano Panthalassa que começou a se formar há 700 milhões de anos, quando o supercontinente anterior começou a se separar. Atualmente, ele está diminuindo em alguns centímetros por ano, o que eventualmente fará com que ele se feche daqui a milhões de anos.

Segundo Zheng-Xiang Li, coautor do estudo, quando o mundo inteiro for dominado por uma única massa continental haverá uma alteração drástica do ecossistema e meio ambiente do nosso planeta. “A Terra como a conhecemos será drasticamente diferente quando Amasia se formar. Espera-se que o nível do mar seja mais baixo e o vasto interior do supercontinente será muito árido, com altas temperaturas diárias”, disse ele.