VIAGEM NO TEMPO: FÍSICO EXPLICA 2 POSSÍVEIS TIPOS DE VIAJAR AO FUTURO

VIAGEM NO TEMPO: FÍSICO EXPLICA 2 POSSÍVEIS TIPOS DE VIAJAR AO FUTURO

15 de agosto de 2022 0 Por Jonas Estefanski
Compartilhar:

Não é de hoje que a possibilidade de viajar no tempo fascina a humanidade: a ideia de voltar ao passado ou saltar em direção ao futuro gerou — e continua gerando — diversas obras de ficção científica para lá de interessantes.

Chega uma hora, porém, que algumas das ideias vistas em livros, filmes e séries deixam de ser ficção e passam a ser enxergadas como verdadeiras possibilidades. E, pelo visto, este pode ser o caso em relação às viagens no tempo.

Viagem no tempo é possível?

Embora ainda não haja uma forma de realmente viajar no tempo (a não ser, é claro, que você considere a vida como uma constante viagem para o futuro), cientistas parecem acreditar que a possibilidade não apenas existe, como não é nenhuma novidade. É o que afirma Brian Greene, professor de física e matemática na Universidade de Columbia e cofundador do World Science Festival.

Greene explica que existem duas possibilidades de viajar no tempo: uma para o passado e a outra para o futuro, sendo a última mais aceita pela comunidade científica. Afinal, Albert Einstein teorizou ser possível viajar para o futuro mais deu um século atrás. Segundo o físico e teórico alemão, se um indivíduo for para o espaço e viajar na velocidade da luz, retornaria à Terra do futuro. Isto porque, na velocidade da luz, o tempo passa de maneira mais lenta do que o normal.

(Fonte: cokada/Getty Images)(Fonte: cokada/Getty Images)

O mesmo vale para áreas de gravidade elevada, como em regiões muito próximas à estrela de nêutrons ou a buracos negros. Nestes casos, a força gravitacional é tamanha que acaba distorcendo o tempo. Assim, se você chegasse pertinho de um buraco negro e conseguisse voltar, perceberia que muito tempo passou e você agora está no futuro.

Dá para voltar no tempo?

Apesar de concordarem que saltar para o futuro é uma possibilidade real, físicos não parecem tão certos de que viajar para o passado seja uma alternativa viável. Mas também não descartam totalmente a ideia.

Afinal, algumas teorias — embora menos populares — sugerem ser possível, sim, alternar entre passado e futuro. É este o caso dos buracos de minhoca, um conceito que afirma ser possível abrir uma ponte entre dois locais, permitindo atravessar longas distâncias em curtos períodos de tempo.

(Fonte: fredmantel/Getty Images)(Fonte: fredmantel/Getty Images)

Somando esta ideia com a teoria citada anteriormente, alguns físicos acreditam que se uma ponta do buraco do minhoca for impactada por gravidades elevadas, é possível que esta saída esteja no futuro — enquanto a entrada ainda estaria no passado. Porém, como a existência de buracos de minhoca ainda não foi comprovada, viajar no tempo em direção ao passado ainda é um conceito controverso.

Diferente de navegar rumo ao futuro, para muitos cientistas a ideia de voltar para o passado ainda parece ser apenas mais um produto pertencente às tramas de livros e filmes. Mas não podemos esquecer que a ficção científica de hoje pode ser a realidade de amanhã.