Uma Rara Super-Terra foi encontrada perto do Centro da Via Láctea

Uma Rara Super-Terra foi encontrada perto do Centro da Via Láctea

7 de fevereiro de 2022 0 Por Jonas Estefanski
Compartilhar:

Este exoplaneta se tornou um dos mais distantes ( e menores) já detectados

A primeira detecção confirmada de um exoplaneta (um planeta fora do nosso Sistema Solar) ocorreu há cerca de 30 anos. Desde então, os astrônomos já confirmaram mais de 4.000 planetas que giram em torno de outras estrelas. Agora, um novo integrante dessa lista chamou a atenção dos cientistas.

Uma Super-Terra intitulada OGLE-2018-BLG-0677Lb, que tem tamanho e órbita comparáveis aos da Terra foi descoberto. Situado a 25.000 anos-luz, tornou-se um dos planetas mais distantes já detectados.

De acordo com os pesquisadores, há uma chance de 66,9% desde sistema estar no bojo galático – região densa repleta de estrelas localizada próximo do centro da Via Láctea.

Outro fator animador é que esse exoplaneta foi detectado através do método chamado “lente gravitacional” – quando um objeto de poder gravitacional grande passa exatamente na frente de outro, ampliando o objeto mais distante. Isso foi previsto pela Teoria da Relatividade Geral de Einstein.

Super Terra

Ilustração artística de uma Super-Terra.Créditos: NASA
“A gravidade combinada do planeta e sua estrela hospedeira fez com que a luz de uma estrela de fundo mais distante fosse aumentada de uma maneira particular”, afirmou o Dr. Antonio Herrera Martin, pós-doutorado na Universidade de Canterbury e principal autor do artigo recentemente publicado. no Astronomical Journal, disse em comunicado. “Usamos telescópios distribuídos ao redor do mundo para medir o efeito da curvatura da luz”.

Dois instrumentos detectaram independentemente essa Super-Terra: o Experimento de Lente Gravitacional Ótica (OGLE), usando um telescópio no Chile, e a Rede de Telescópios de Microlentes da Coréia (KMTNet), composta por três telescópios idênticos no Chile, Austrália e África do Sul. Embora cerca de 3.000 eventos de microlente sejam registrados a cada ano por esses experimentos, a maioria não revela planetas. Até o momento, apenas 90 planetas (dos mais de 4.000) foram encontrados utilizando essa técnica.

Pesando cerca de quatro vezes a massa da Terra, esse exoplaneta recém descoberto possui uma das massas mais baixas de qualquer planeta detectada por microlente. Sua estrela hospedeira tem cerca de 10% da massa do Sol, e a Super-Terra a orbita numa distância que seria entre as órbitas de Vênus e Terra a partir do Sol. Um ano desse planeta equivale a cerca de 617 dias.

Imagens: (capa-ilustração/Jack Madden/Cornell Univ.) / NASA / divulgação