Uma Cruz de fogo nos céus de São Petersburgo?

Uma Cruz de fogo nos céus de São Petersburgo?

18 de janeiro de 2022 0 Por Jonas Estefanski
Compartilhar:

Rússia, 13.01.2022

Efeito óptico ou… sinal por trás do efeito óptico?
A Cruz de Cristo… aliás, ano 2022, dígito final 22, significa A CRUZ, O TAU, o SINAL na leitura da letra 22 do alfabeto hebraico:

Tau, Sinal, o sinal que Moisés ordenou seu povo pintar com sangue de cordeiro nas suas portas e janelas para a passagem iminente do Anjo da Morte na décima badalada do relógio das pragas, a qual, no Taro, Arcano 10, é a Roda do tempo quando fecha um ciclo.

O Ano de 2022 revelará!

Pareidolia para os céticos, Blue Beam para os inimigos da fé cristã, e um CLARO E CONTUNDENTE SINAL, entre tantos, de que algo está para mudar profundamente no ano de 2022, até por uma implicação profética poderosamente evidenciada para 2022 … e mais uma vez eu pergunto:
Se fosse mera pareidolia, porque não temos outros objetos, mas sempre a Cruz?


Mas, falando no Salvador do gênero humano (que fracassou como civilização), eis que há um solene SINAL indicando a sua chegada (próxima).

Algo que se relaciona diretamente com uma grande Cruz no céu.
No Sol, no fundo negro das estrelas, quem sabe onde e quando, e como?

O sinal do seu retorno também indica um grande objeto como um raio que ilumina o céu, do oriente ao ocidente, como acontece com grandes cometas muito brilhantes a ponto de serem vistos em plena luz do dia.

E já temos um objeto no céu com estas descrições, se aproximando da Terra a cada ano.
Seu nome não oficial: P7X.

Imagem de 12.01.2022

Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até ao ocidente, assim será também a vinda do Filho do homem.
Pois onde estiver o cadáver, aí se ajuntarão as águias.
E, logo depois da aflição daqueles dias, o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz, e as estrelas cairão do céu, e as potências dos céus serão abaladas.
Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem; e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão o Filho do homem, vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória.
E ele enviará os seus anjos com rijo clamor de trombeta, os quais ajuntarão os seus escolhidos desde os quatro ventos, de uma à outra extremidade dos céus.”

Mateus 24:27-31