Pirâmide Mexicana com curiosa passagem oculta

Pirâmide Mexicana com curiosa passagem oculta

1 de dezembro de 2021 0 Por eevaldo
Compartilhar:

Passagem oculta para o ‘submundo’ sob uma pirâmide mexicana?

Ninguém sabe o que aconteceu com o povo antigo que vivia lá e, enterrado sob a Pirâmide da Lua da cidade, está uma passagem para o “Mundo Inferior”.

Em seu auge, a antiga cidade de Teotihuacán, no que hoje conhecemos como México, tinha cerca de 125.000 habitantes, o que a tornava um dos centros mais movimentados do velho mundo.

Ninguém sabe ao certo para onde aquela população próspera foi, mas a descoberta de um túnel e uma câmara secretos enterrados sob a  Pirâmide da Lua da cidade  oferece novas pistas sobre como a antiga cultura mesoamericana pode ter visto seu destino final.

“Esses grandes complexos de oferendas (rituais) são o núcleo sagrado da cidade de Teotihuacán”, () diz a  arqueóloga Verónica Ortega, do Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH) do México (artigo).

“Todas as pessoas a consideravam a meca da civilização, portanto, o que pode ser encontrado dentro pode ajudar a desvendar as relações que esta antiga metrópole tinha com outras regiões da Mesoamérica.”

Em um anúncio oficial de descobertas  sugeridas em 2017 , pesquisadores do INAH e da Universidade Nacional Autônoma do México lançaram luz sobre as descobertas recentes e novas feitas sob a Pirâmide da Lua, que foi construída já no século III dC.

Usando uma técnica de imagem chamada  tomografia de resistividade elétrica,  que permite aos cientistas medir e mapear estruturas subterrâneas, a equipe detectou uma câmara oculta de 15 metros de largura (50 pés), localizada a cerca de 8 metros (26 pés) abaixo da superfície.

Ainda não se sabe ao certo a que tipo de finalidade a câmara servia, mas os pesquisadores sugerem que pode ter sido algum tipo de espaço funerário, hospedando rituais sagrados.

Além da câmara, a equipe encontrou um túnel ligando o espaço à antiga Praça da Lua da cidade – uma possível passagem para o ‘submundo’, na qual os habitantes de Teotihuacán faziam oferendas de acordo com suas visões sobre a morte e a vida após a morte.

Segundo Ortega, explorações arqueológicas anteriores na pirâmide revelaram túneis contendo esqueletos e o que poderia ser oferendas – objetos feitos de pedra verde, incluindo colares e mosaicos.

“Portanto, não é difícil pensar que algo semelhante possa ser encontrado no subsolo”,  diz Ortega .

Se as escavações arqueológicas subsequentes – que ainda não foram confirmadas – indicarem que o túnel e a passagem são para fins de rituais de doação funerária, isso sugeriria outra função servida por essas  estruturas piramidais maciças , que foram pesquisadas por centenas de anos, mas ainda contém muitos mistérios.

“A descoberta confirmaria que os habitantes de Teotihuacán seguiram o mesmo padrão em seus templos de grande escala e que sua função seria emular o submundo”,  disse Ortega  em julho de 2017.

Referência: Wikipedia / ScienceAlert / Instituto Nacional de Antropologia e História do México

____________________

Leia também: