Peixe-frankenstein, espécie provoca agitação nas redes sociais

Peixe-frankenstein, espécie provoca agitação nas redes sociais

1 de julho de 2022 0 Por ucrhyan
Compartilhar:

Para começar, é mais um que eu não conhecia. Aliás, não só eu. Grande parte das pessoas jamais ouviu falar na criatura tão, mas tão feia, que recebeu o apelido. Segundo o India.times, Pescadores tendem a encontrar espécies de aparência incomum o tempo todo. Agora, um deles encontrou uma espécie de aparência tão estranha na Rússia, que foi apelidada  ‘Peixe-frankenstein’. Recentemente, o pescador fisgou a espécie que  tem barbatanas incomuns, um olho fantasmagórico e  cauda irregular em Murmansk. Ele parece costurado devido às marcas únicas que cobrem seu corpo. Em outras palavras, vamos conhecer um peixe que viralizou na internet.

Quimera Fantasma, peixes-espanto ou tubarão fantasma

O felizardo que o capturou, Roman Fedortsov (com  rede de emalhe  perto da cidade de Murmansk) declarou, “Não há necessidade de criar monstros, a natureza faz isso”. De fato. Entretanto, os nomes acima são alguns dos populares da estranha criatura.

Segundo o Newsbeezer.com, ‘A espécie também se encontra na Ilha Sul da Nova Zelândia a uma profundidade de 1,2 km. Entretanto, são raríssimos os tubarões-fantasma, também chamados “quimeras”.

Cartilagem em vez de osso

Ao invés de osso, é composto por cartilagem. E raramente visto por humanos, sobretudo porque vive nas partes mais profundas, segundo a Shark Trust, do Reino Unido.

Na verdade,  é uma espécie que a ciência conhece  há algum tempo. Contudo, pela raridade, filmada pela primeira vez  só em 2016, disse a National Geographic.

O sucesso nas redes sociais

Nesse meio tempo, usuários de mídia social reagiram com horror. Mas enquanto isso outros conseguiram identificá-lo. Para o perfil jmcg21, “Meu filho Marine Bio disse que parece o Ratfish, possivelmente esfolado”.

No Instagram você acha Roman Fedortsov em rfedortsov_official_account com quase 650.000 seguidores. O perfil   publica peixes fisgados no trabalho.

Eu já fiquei amigo. Quero publicar outros posts sobre a incrível vida marinha e seus fenômenos, como  por exemplo, a explosão de carcaças de baleias. Mas, atualmente, parece que quanto mais estudamos, mais ainda temos a descobrir.

Imagem de abertura: Roman Fedortsov.