Os buracos de minhoca podem estar escondidos dentro dos buracos negros!

Os buracos de minhoca podem estar escondidos dentro dos buracos negros!

8 de fevereiro de 2022 0 Por Jonas Estefanski
Compartilhar:

Uma equipe de físicos teóricos pode ter descoberto onde os buracos de minhoca estão… mas será que dá pra atravessá-los?!


Buracos negros e buracos de minhoca ainda são considerados grandes mistérios da ciência, pois sabermos um pouco sobre esses objetos estranhos e intrigantes, e ainda não os compreendemos por completo.

Quando o assunto é buraco negro, todos imaginamos um local caótico, e pensamos que qualquer coisa que seja sugada por ele, estará condenada para o resto da eternidade… Só podemos compreender um buraco negro até seu horizonte de eventos, local onde toda a massa externa começa a ser sugada, e a luz é distorcida. Mas a teoria diz que para que um buraco negro exista, precisa haver uma singularidade no centro. Mas o que é uma singularidade?

Basicamente, a singularidade é uma região onde as regras da física e de toda a natureza que conhecemos é quebrada. Singularidade é onde a calculadora cósmica trabalha de uma forma que sequer temos noção. E esse segredo está escondido nas profundezas do horizonte de eventos.

Buraco negro - ilustração

Ilustração artística de um buraco negro.Créditos: Kristof Wesely / Wikimedia Commons
E foi pensando nesse segredo cósmico que uma equipe de físicos liderada por Diego Rubiera Garcia, da Universidade de Lisboa, criou uma teoria interessante. De acordo com a equipe, a física “estranha” da singularidade de um buraco negro pode ser bem diferente daquilo que acreditamos, e a relatividade geral pode ser quebrada. E se no lugar da singularidade, encontramos um buraco de minhoca no centro de um buraco negro? De repente, em vez de serem os últimos compactadores de lixo cósmico, os buracos negros podem ser na verdade o sonho da ficção científica: centros de transporte no espaço-tempo.

Em cálculos anteriores, a equipe de Diego criou um modelo teórico de buraco negro sem uma singularidade. Para sua surpresa, no lugar da singularidade surgiu uma estrutura de tamanho finito e esférica. Parece que a matemática nos deu um resultado: um buraco de minhoca.

Antes de mais nada, temos que entender por que a singularidade é um problema para os teóricos e escritores de ficção científica. Prevê-se que qualquer corpo (como um astronauta por exemplo) que cai em buraco negro, é esticado pelas forças de maré, que seriam muito mais fortes nos pés do astronauta do que na sua cabeça. O resultado disso seria um astronauta parecido com um espaguete sendo atraído para o interior de um buraco negro.

astronauta sendo sugado por buraco negro - buraco de minhoca?

Ilustração artística mostra o que poderia acontecer com um astronauta ao cruzar o horizonte de eventos.Créditos: Galeria do Meteorito
Se um astronauta esticado alcançasse a singularidade, seu corpo seria infinitamente fino e longo, o que não faz muito sentido. Claro que ninguém quer passar por essa experiência para comprovar, mas se trocarmos a singularidade por um buraco de minhoca, as coisas ficam muto mais interessantes.

Buracos de minhoca são uma consequência matemática da relatividade geral de Einstein, mas ainda não encontramos qualquer evidência de que eles realmente existem. Será que Einstein estava errado, ou será que apenas não estamos enxergando os buracos de minhoca?

Se os buracos de minhoca realmente existirem, eles seriam como tubos de espaço-tempo, que funcionariam como passagens para outros locais do espaço (automaticamente, para outra época, já que o espaço e o tempo estão interligados). Como o buraco de minhoca tem uma forma esférica finita, não haveriam regras estranhas da física brincando com o nosso astronauta caso ele ultrapassasse o horizonte de eventos de um buraco negro. Sim, agora ficou muito mais interessante!

Mas nem tudo são flores. No artigo publicado na revista Classical and Quantum Gravity, os pesquisadores apontam que esse buraco de minhoca não seria “tradicionalmente percorrível”, ou seja, não é do tipo de buraco de minhoca que poderíamos encaixar uma nave espacial e esperar que ela explore outro ponto do Universo. Na verdade, esse buraco de minhoca seria microscópico, e não atravessável por objetos macroscópicos, mas ainda assim, seria um buraco de minhoca.

Como já era de se esperar, o estudo ainda é apenas uma teoria, e não pode ser comprovado de imediato. Os cientistas ainda precisam percorrer um longo caminho até conseguirem provar que existe de fato um buraco de minhoca no centro de cada buraco negro, a não ser que alguém muito corajoso esteja disposto a brincar de “De Volta Para o Futuro” e descobrir na prática… e mesmo assim, será que se tudo desse certo, e o astronauta fosse mesmo parar no futuro, não seria mais provável que ele acabasse como James Cole, o personagem de Bruce Willis no filme “Os 12 Macacos”?…

Imagens: (capa-ilustração/divulgação) / Kristof Wesely / Wikimedia Commons / Galeria do Meteorito