NASA registra explosão inédita na estrela gigante Betelgeuse

NASA registra explosão inédita na estrela gigante Betelgeuse

19 de agosto de 2022 0 Por ucrhyan
Compartilhar:

Fenômeno pode explicar a inusitada perda de brilho observada na estrela

Ao investigar a perda de brilho da estrela gigante Betelgeuse, astrônomos descobriram que ela foi afetada por uma explosão inédita. Analisando dados do Telescópio Espacial Hubble, os pesquisadores observaram uma gigantesca ejeção de massa de superfície que fez com que a estrela expelisse uma porção significativa de sua superfície visível. Trata-se de algo nunca visto no comportamento de uma estrela, segundo a NASA.

Evolução estelar

De acordo com os pesquisadores, o nosso Sol costuma explodir partes de sua coroa em um evento conhecido como Ejeção de Massa Coronal (EMC). Mas a explosão em Betelgeuse ocorreu em escala muito maior, liberando cerca de 400 bilhões de vezes mais massa do que esse fenômeno registrado no Sol. A ocorrência deixou os astrônomos intrigados.

“Nunca vimos uma enorme ejeção de massa da superfície de uma estrela. O que aconteceu é algo que não entendemos completamente”, disse Andrea Dupree do Centro de Astrofísica Harvard & Smithsonian. De acordo com a cientista, trata-se de um fenômeno totalmente novo. “Estamos assistindo a evolução estelar em tempo real”, afirmou

De acordo com os cientistas, a explosão foi possivelmente causada por uma pluma convectiva (ou coluna de erupção) com mais de um milhão de 1,5 milhões de km de diâmetro, originada das profundezas da estrela. Isso produziu ondas de choque que expeliram um pedaço da camada externa de Betelgeuse (chamada fotosfera). À medida que esse fragmento (várias vezes mais pesado que nossa Lua) esfriava, foi formada uma grande nuvem de poeira que bloqueou a luz da estrela, causando a inusitada perda de brilho que estava sendo estudada.

FONTES

NASA E CNN

IMAGENS

NASA