Nasa faz simulação de missão tripulada à lua Fobos de Marte

Nasa faz simulação de missão tripulada à lua Fobos de Marte

7 de fevereiro de 2022 0 Por Jonas Estefanski
Compartilhar:

Durante 45 dias, quatro voluntários participarão de uma missão tripulada da Nasa dentro de um habitat terrestre que simula uma das luas de Marte, Fobos, para estudar o isolamento e o confinamento de missões de exploração. A “viagem” começou no dia 28 de janeiro, no Centro Espacial Johnson, Houston, e tem previsão de acabar apenas em 14 de março.

Tripulação para a segunda missão da Pesquisa Análoga de Exploração Humana da NASA. Da esquerda para a direita: Pietro Di Tillio, Dragos Michael Popescu, Jared Broddrick e Patrick Ridgley. Créditos: NASA

Na equipe estão o tecnólogo de pesquisa aeroespacial da Nasa Jared Broddrick, o geólogo com experiência em Serviços Industriais Globais (GIS) Pietro Di Tillio, o engenheiro de sistemas para o Posto Avançado de Habitação e Logística da Gateway Dragos Michael Popescu e o engenheiro de sistemas da Boeing Patrick Ridgley.

Eles embarcaram em uma estrutura chamada Human Exploration Research Analog, ou HERA, que é “projetada para servir como um analógico para os rigores das missões reais de exploração espacial”, disse a Nasa em comunicado.

De acordo com a Nasa, os quatro vão conduzir experimentos científicos e enfrentar o isolamento, confinamento e atrasos de tempo de comunicação característicos de uma longa missão espacial.

“Nesta campanha HERA, estamos aprendendo mais sobre como as equipes funcionam em um ambiente autônomo onde têm contato limitado com a Terra”, disse Brandon Vessey, cientista de operações de pesquisa e elemento de integração do Programa de Pesquisa Humana da NASA (HRP).

HERA terá mais duas missões análogas a Marte neste ano

“O que aprendemos informará como futuras missões de exploração além da órbita baixa da Terra são realizadas”, explicou Vessey. “Isso ajudará a garantir que nossas tripulações de astronautas possam trabalhar efetivamente através de desafios exclusivos para voos espaciais de longa duração, incluindo atrasos na comunicação”.

Segundo a agência espacial norte-americana, esta é a segunda das quatro missões “Campaign 6” conduzidas pela HERA para facilitar a pesquisa sobre o “desempenho comportamental e da equipe de missões de maior duração”. A última delas está agendada para iniciar em 12 de setembro deste ano.

Para serem considerados aptos para as missões, os voluntários devem ser não fumantes saudáveis entre 30 e 55 anos. Os candidatos que fazem parte da equipe HERA enviam seus currículos ao grupo de triagem de objetos de teste do Centro Espacial Johnson e devem passar por um teste físico e psicológico para serem selecionados.

Segundo a CNN, a HRP está programada para realizar 15 estudos ao longo das missões para coletar dados que ajudarão a Nasa a pousar a primeira mulher e a primeira pessoa negra na Lua, por meio do programa Artemis. O objetivo é estabelecer a primeira presença de longo prazo na Lua, o que ajudará a informar a agência enquanto se prepara para enviar os primeiros astronautas a Marte.