Mensagens quânticas podem ser a chave para descobrir vida extraterrestre interestelar, diz estudo

Mensagens quânticas podem ser a chave para descobrir vida extraterrestre interestelar, diz estudo

15 de agosto de 2022 0 Por ucrhyan
Compartilhar:

No estudo, os cientistas observaram que fótons ou partículas de luz podem viajar grandes distâncias interestelares, mantendo sua natureza quântica.

Os cientistas podem olhar para mensagens quânticas enquanto procuram a existência de vida extraterrestre, de acordo com um novo estudo. Novas pesquisas sugerem o uso de sinais quânticos ao procurar sinais de vida antiga em outros planetas, já que algumas formas de luz são capazes de viajar centenas de milhares de anos-luz sem interrupção. As partículas podem viajar muito mais longe no espaço, graças à menor densidade média de partículas no espaço, mas a comunicação quântica enfrenta um desafio de partículas quânticas perdendo sua natureza quântica à medida que interagem com o ambiente.

De acordo com Arjun Berera, físico teórico e autor do estudo publicado na Physical Review D, alienígenas extraterrestres inteligentes podem ter adotado a comunicação quântica. Os cientistas estão atualmente desenvolvendo a comunicação quântica baseada na Terra, uma tecnologia que usa partículas quânticas para enviar informações. Diz-se que as comunicações quânticas são mais seguras do que a comunicação padrão (ou clássica).

Espera-se que as partículas viajem muito mais longe no espaço do que na Terra devido à densidade média mais baixa da matéria fora da Terra. Para explorar a ideia, Berera e outro físico Jaime Calderón Figueroa, da Universidade de Edimburgo, calcularam a distância que a luz poderia percorrer no espaço interestelar sem ser interrompida.

A decoerência representa um grande obstáculo quando se trata de comunicação quântica. Ocorre quando as partículas quânticas perdem sua natureza quântica à medida que reagem com o ambiente. “Estados quânticos que você geralmente considera muito delicados e, se houver algum tipo de interação externa, você destrói esse estado”, explicou Berera.

Eles observaram que os fótons de raios X podem viajar até além da Via Láctea e cobrir centenas de milhares de anos-luz. Após a descoberta, os pesquisadores exploraram estratégias para procurar despachos quânticos extraterrestres. Enquanto procuram por sinais de vida alienígena, os cientistas também podem procurar um tipo de comunicação chamado teletransporte quântico, onde partículas distantes podem ser transferidas para outra. A tecnologia requer sinais quânticos e clássicos e a detecção simultânea desses sinais do espaço pode sugerir a presença de alienígenas.