Isso é o que escutaríamos se estivéssemos nos limites do Espaço

Isso é o que escutaríamos se estivéssemos nos limites do Espaço

10 de janeiro de 2022 0 Por Jonas Estefanski
Compartilhar:

Prepare-se para conhecer os fascinantes e estranhos sons ouvidos a 35 km da Terra…

Como você deve saber (e muito ao contrário da maioria dos filmes de ficção científica), o som não se propaga no vácuo do espaço, portanto aquelas naves espaciais espetaculares que vemos (e ouvimos) em muitos filmes, seriam completamente “mudas”, e nem chegariam perto daqueles sons empolgantes durante a “velocidade de dobra”, por exemplo.

Mas nos limites do espaço, a cerca de 35 quilômetros acima da superfície de nosso planeta, a nossa atmosfera ainda permite que o som se propague, e graças a um balão da NASA, nós agora podemos saber o que ouviríamos se estivéssemos naquela região sem capacetes e trajes especiais (e claro, se tivéssemos uma super-audição!)

O experimento da NASA utilizou um balão de hélio que sobrevoou a região do Novo México e do Arizona, nos EUA. Equipado com sensores de infrassom (que capturam frequências abaixo de 20 hertz), o balão pôde capturar sons inaudíveis para os ouvidos humanos, que depois de serem acelerados através de um processo especial, se tornaram audíveis.

O balão gravou várias horas de áudio, e os pesquisadores desses sinais estratosféricos disseram nunca terem ouvido antes em nenhuma experiência anterior. Segundo eles, os sons se assemelham a “assovios e vaias”. Outras pessoas também disseram que os ruídos lembram muito os sons de fundo característicos da franquia de filmes e séries ‘Arquivo X’.

Os sons seriam, segundo os pesquisadores, provenientes de ondas dos oceanos, turbulência do ar e dos ventos, ondas gravitacionais, vibrações do cabo do balão e também de uma usina eólica localizada na região do sobrevoo.