Foi Descoberto a origem das luzes no céu do Brasil

Foi Descoberto a origem das luzes no céu do Brasil

14 de novembro de 2022 0 Por Jonas Estefanski
Compartilhar:

Em uma noite escura, podemos observar uma série de fenômenos acontecendo e, às vezes, muitos podem ser associados à visitas extraterrestres. No entanto, sabemos que o universo é grande demais e qualquer visita alienígena sempre deve ser tratada como última opção quando tentamos explicar um evento misterioso no céu que não conseguimos identificar diretamente. O evento mais recente vêm sendo relatado por pessoas e capturado por câmeras no sul do Brasil, quando aviões começaram a avistar uma série de luzes estranhas se deslocando na linha do horizonte.

A busca por vida fora da Terra sempre foi uma das grandes questões que movem a humanidade e mexe com o imaginário de muitas pessoas. Afinal, até onde sabemos, a vida só teve a chance de prosperar aqui na Terra e, até o momento, não sabemos de nenhum ser vivo aos moldes do que entendemos como vida em outro lugar do sistema solar. De qualquer forma, podemos assumir que o silêncio que o universo mostra hoje pode ser uma evidência de que a vida, pelo menos inteligente no sentido tecnológico, seja rara, pois nunca descobrimos um sinal indicativo de vida alienígena. Bom, quando falamos desse tipo de coisa, por se tratar de um segmento suscetível à falta de provas, chegamos em um assunto muito sensível para muitas pessoas que acreditam piamente que alienígenas visitam a Terra.

No entanto, temos que ter em mente que a ideia de que os alienígenas visitam o nosso planeta acaba caindo em questões muito importantes da física que, na maioria das vezes, mais desbanca qualquer hipótese desse tipo do que ajuda a corroborar. Quer um exemplo? Bom, ninguém nunca trouxe uma prova material de uma nave alienígena, uma filmagem de altíssima qualidade ou qualquer sinal que viesse dessas naves, o que faz tudo não passar de hipóteses. A ciência é implacável quando seguida à risca, não existe meio termo, tampouco ela funciona só porque queremos acreditar que determinada coisa seja verdade. Nos últimos dias, mais precisamente entre o dia 5 a 10 de novembro deste de ano de 2022, uma série de relatos começaram a explodir vindo do sul brasileiro, onde pilotos de aviões relataram misteriosas luzes aparecendo próximo ao horizonte e que qualquer radar não foi capaz de detectá-los. As filmagens são impressionantes e mostram os objetos se deslocando pelo céu à medida que as dezenas de câmeras capturam o fenômeno acontecendo.

Créditos: BRAMON/Gabriel Zaparolli

Quando a investigação começou, pesquisadores da BRAMON, uma sigla que significa Rede Brasileira de Monitoramento de Meteoros, começaram uma espécie de caçada a esses OVNIS. A primeira coisa que observaram foi: todos os objetos estavam aparecendo em baixíssimas elevações do céu. Depois, Gabriel Zaparolli, um parceiro antigo aqui do projeto Mistérios do Espaço, capturou as luzes a partir de sua cidade, Torres, no Rio Grande do Sul. No entanto, a ideia era obter imagens das estrelas que estavam visíveis na hora dos avistamentos, mas a baixa elevação dificultou muito essa tarefa, mas ele conseguiu. O trabalho investigativo estava utilizando agora uma técnica chamada astrometria para mapear as estrelas naquela região. Depois de mapear o céu naquela hora exata, os pesquisadores da BRAMON mapearam os objetos em órbita com a Terra e descobriram o que estava passando ali bem naquele momento.

A primeira suspeita levantada por outras pessoas estava relacionada à passagem de satélites Starlink, da SpaceX, mas com o mapeamento incrivelmente detalhado da BRAMON, objetos mais específicos foram encontrados por ali. Zaparolli fez uma observação às 23h10 do dia 09 de novembro, e o mapeamento da região revelava diversos lixos espaciais e satélites passando por ali, mas instantes depois, às 1h37 já do dia 10 ele fez uma imagem em longa exposição, revelando mais um objeto, agora com a mapeamento das estrelas altamente detalhado. Neste momento, um antigo satélite russo Cosmos 2251 passava, além de outros corpos de foguete antigos. E bom, trilhas de luz são visíveis por toda a imagem.

Créditos: BRAMON/Gabriel Zaparolli
Créditos: BRAMON/Gabriel Zaparolli

Dessa forma, o mais provável é que a culpa de todos esses avistamentos esteja relacionada a satélites em órbita que, ao passarem pela luz do Sol, refletem a luminosidade e são visíveis aqui da superfície. Isso é apoiado pela trajetória que os OVNIS levaram no céu noturno, sem qualquer curva ou deslocamento, sempre numa trajetória retilínea. Vale ressaltar como muitos desses pilotos que avistaram não tinham o treinamento para identificar satélites, eles entenderam como objetos misteriosos e reportaram. Bom, então os fenômenos estão explicados e o trabalho investigativo mostrou que, mais uma vez, a ideia de alienígenas sempre deve ser a última a ser considerada em ocasiões como essa.

Episódios como esse dos OVNIS do sul do Brasil servem para mostrar que nem sempre as coisas são da forma que queremos, até porque eu queria muito que essas luzes fossem alienígenas de verdade. Imagina só que marco histórico isso seria, mas ser realista e acreditar nas evidências também é muito importante. Esse foi o trabalho investigativo da BRAMON que provavelmente serve como desfecho para esses últimos dias de mistérios no céus brasileiros.