Estudo recente garante que pode haver vida extraterrestre em Vênus

Estudo recente garante que pode haver vida extraterrestre em Vênus

28 de julho de 2022 0 Por ucrhyan
Compartilhar:

O universo é uma fonte inesgotável de estudos e informações que aparentemente nunca deixa de nos surpreender. Desta vez, astrofísicos e cientistas da NASA fizeram um estudo e os resultados foram surpreendentes.

Vida dura

As condições climáticas do nosso planeta vizinho são totalmente diferentes das que temos aqui na Terra. A temperatura média de Vênus sobe para mais de 400 graus Celsius, então um humano morreria alguns segundos depois se aparecesse lá. E se a temperatura não te matar, a chuva ácida pode.

Não podemos descartar de uma vez por todas a ideia de que não pode haver vida em Vênus porque nós, humanos, não resistiríamos a estar lá. Lembremos que a mais de cinco mil metros de profundidade no mar nenhum ser humano poderia viver, mas existem algumas espécies de peixes e crustáceos.

Possível encontro

Por mais difícil que pareça acreditar, a NASA conseguiu sinais de vida extraterrestre e não escondeu. Eles descobriram isso através de uma sonda espacial examinando o planeta. As imagens mostraram manchas escuras incomuns na atmosfera de Vênus, chamando imediatamente a atenção de especialistas.

Depois de analisá-los, teoriza-se que podem ser pequenos microrganismos que absorvem a luz como algumas bactérias terrestres. Tal grupo de vida pode ser comparado à formação de algas nas superfícies de lagos e águas estagnadas. A teoria tornou-se relevante quando viram que ela mudava de forma e se movia.

Como eles poderiam sobreviver?

Obviamente, se a teoria for confirmada e for determinado que é vida, mostra-se que, como na Terra, a vida em outros planetas se adapta às condições. O mais seguro é que assim como não podemos viver em Vênus, esses microorganismos não podem sustentar a Terra, seja por oxigênio, pressão ou temperatura.

Por enquanto, sabe-se apenas que eles podem se acumular graças às poderosas brisas da atmosfera. Isso poderia explicar por que eles mudam de forma e se movem. Seu comportamento seria semelhante ao das formigas flutuando na água.