“Como em Interestelar”: Astrônomos descobrem um planeta oceânico

“Como em Interestelar”: Astrônomos descobrem um planeta oceânico

28 de agosto de 2022 0 Por Jonas Estefanski
Compartilhar:

Uma equipe internacional de astrônomos anunciou a descoberta de um possível exoplaneta oceânico orbitando uma estrela em um sistema binário a apenas 100 anos-luz da Terra.

Nomeado TOI-1452b, o planeta é ligeiramente maior em tamanho e massa em comparação com o nosso, e também está na “zona habitável”.

O que significa que está na região de Cachinhos Dourados de seu sistema estelar hospedeiro, onde a água líquida – e, portanto, a vida como a conhecemos – poderia existir em sua superfície.

“TOI-1452 b é um dos melhores candidatos para um planeta oceânico que encontramos até hoje”, disse Charles Cadieux, principal autor e estudante de doutorado da Universidade de Montreal, em um comunicado.

“Seu raio e massa sugerem uma densidade muito menor do que seria esperado para um planeta que é basicamente feito de metal e rocha, como a Terra.”

Planeta Oceánico: Mundo acuático

Suspeita-se que o planeta seja rochoso como a Terra, mas muito mais úmido. De acordo com a análise da equipe, pode ser composto de 30% de água em massa, o que é consideravelmente mais do que os menos de um por cento da Terra.

A equipe detectou pistas da existência do exoplaneta em dados coletados pelo telescópio espacial TESS da NASA.

Eles então se concentraram em seu alvo usando um instrumento conectado ao Observatoire du Mont-Mégantic (OMM), um observatório em Quebec, Canadá.

Os pesquisadores agora esperam conseguir tempo no James Webb , que pode ser “essencial para entender melhor o TOI-1452 b”, de acordo com René Doyon, professor e coautor da Université de Montréal.

“Assim que pudermos, reservaremos o Webb para ver este mundo estranho e maravilhoso”, acrescentou.