Coelhos desenterram três cadáveres do século 19 em jardim de casa nos Países Baixos

Coelhos desenterram três cadáveres do século 19 em jardim de casa nos Países Baixos

21 de agosto de 2022 0 Por ucrhyan
Compartilhar:

Polícia e investigadores acreditam que ossos encontrados sejam de uma mandíbula e de um crânio de antes de 1900

Alguns coelhos domésticos desenterraram os restos mortais de pelo menos três pessoas que datam do fim do século 19 no jardim de uma casa na cidade de Amersfoort, nos Países Baixos, de acordo com os resultados preliminares de uma investigação que está sendo realizada pela polícia holandesa e pelo instituto forense local.

A polícia holandesa explicou nesta quarta-feira (17) que recebeu uma denúncia na noite da última segunda, quando crianças da família que residem no chalé viram ossos em um buraco cavado por seus animais de estimação.

Uma equipe de peritos que foi até o local confirmou que se tratava de restos humanos e iniciou uma investigação, fechando o acesso de pessoas não autorizadas ao jardim.

“Fomos informados de que os coelhos cavaram e possivelmente desenterraram ossos. Encontramos um maxilar inferior e um pedaço de crânio, o que foi motivo suficiente para descobrir o que era. Ligamos para o departamento forense e o departamento de investigação criminal”, acrescentou Diederik Heuveling, agente comunitário em Amersfoort, em uma mensagem no Instagram.

Imagens policiais dos restos mortais mostram crânios e uma mandíbula desdentada que podem ser de alguma data entre 1880 e 1900, segundo investigadores da polícia, embora de acordo com os moradores “um membro da resistência morava lá na casa” durante a Segunda Guerra Mundial e inicialmente era suspeito de estar relacionado com eles.

“Acredita-se que os crânios tenham sido usados ​​em algum momento para pesquisas científicas e depois enterrados. Que não haveria crime”, disse Heuveling, enquanto aguarda confirmação.

O Instituto Forense da Holanda (NFI, na sigla em inglês) está investigando quem morava na casa naquela época e como os restos mortais chegaram ao jardim do chalé.