Cientista afirma saber onde alienígenas habitariam

Cientista afirma saber onde alienígenas habitariam

28 de novembro de 2022 0 Por Jonas Estefanski
Compartilhar:

O astrofísico Benjamin Zuckerman afirmou que anãs brancas poderiam abrigar civilizações extraterrestres avançadas.

Créditos: GettyImages

Benjamin Zuckerman, um astrofísico norte-americano aposentado, afirmou que estrelas pequenas e densas chamadas anãs brancas poderiam ser o lar de civilizações extraterrestres avançadas.

Em um artigo publicado na revista Universe, Zuckerman argumentou que, graças às recentes melhorias na tecnologia de telescópios, os cientistas agora podem identificar facilmente postos avançados alienígenas. Esta teoria controversa é baseada na hipótese das esferas de Dyson, que seriam estruturas alienígenas que os especialistas procuram há décadas. Tais construções alienígenas colossais hipotéticas cobririam uma estrela para coletar sua energia. No entanto, nenhuma evidência de sua existência foi encontrada até o momento.

Mesmo assim, é claro que, se encontrada, essa seria uma característica distintiva de uma civilização avançada, capaz de aproveitar os recursos de um sistema planetário. Zuckerman, que é ex-professor da Universidade da Califórnia (UCLA) e já publicou centenas de artigos e livros, acredita que as anãs brancas representam nossa melhor chance de encontrar uma esfera de Dyson. Ele explica que essas enormes construções mudariam as assinaturas infravermelhas das estrelas, tornando-as fáceis de localizar.

As anãs brancas estão muito presentes em nossa galáxia. Além disso, elas emitem muito calor, que poderia ser absorvido por uma esfera de Dyson. Dessa forma, elas poderiam alimentar uma civilização inteira. O astrônomo argumentou que dados infravermelhos já coletados por satélites recentes poderiam ser escaneados em busca de sinais de vida extraterrestre. Telescópios com a capacidade de localizar tais construções são o Spitzer, WISE, TESS e Kepler.


O real objetivo de Zuckerman é procurar por alguma assinatura que possa denunciar uma esfera de Dyson.
Fonte: GettyImages

Zuckerman explicou: “Foi levantada a hipótese de que civilizações tecnológicas avançadas construiriam colônias espaciais gigantes e infraestruturas de apoio para orbitar suas estrelas. Com dados recentes de satélite, agora é possível começar a restringir observacionalmente a frequência de tais civilizações baseadas no espaço em nossa galáxia.” O cientista também fez cálculos sobre quantas civilizações alienígenas poderiam existir.

Ele acredita que menos de 3% dos planetas habitáveis que orbitam estrelas semelhantes ao Sol abrigam vida extraterrestre avançada. Isso nos deixaria com alguns milhões para cuidar, caso sua teoria se revele correta. Notavelmente, o professor não é estranho à controvérsia, então sua hipótese provavelmente causará descontentamento. Muitos especialistas afirmam categoricamente que as esferas de Dyson simplesmente não poderiam existir.

Fonte