Astronautas encontram plânctons no espaço durante limpeza de estação

Astronautas encontram plânctons no espaço durante limpeza de estação

2 de julho de 2022 0 Por ucrhyan
Compartilhar:

Parece incrível, e é mesmo, mas astronautas encontram plânctons em pleno espaço sideral. A agência de notícias russa ITAR-TASS revelou que os astronautas da Estação Espacial Internacional encontraram vestígios de organismos marinhos, conhecidos como plânctons, nas paredes exteriores da estação.

Astronautas encontram plânctons durante caminhada espacial

À primeira vista, a amostra do plâncton foi coletada durante uma caminhada espacial. Em síntese, os astronautas limpavam o lado de fora da estação quando deram com a descoberta. A pergunta  agora é, afinal, como esses organismos marinhos foram parar no espaço?

O chefe da missão da ISS, Vladimir Solovjev, explica que o cosmódromo de Baikonur, de onde partem a maioria das naves em direção à ISS, não fica perto o suficiente do mar. Portanto, esses pequenos viajantes não poderiam ter chegado a bordo a partir do ponto de lançamento.

A hipótese mais provável, entretanto, é que as correntes atmosféricas da Terra tenham elevado esses plânctons  para mais de 400 quilômetros  até chegarem à Estação Espacial Internacional. Enquanto isso, cientistas da ISS  tentam descobrir até que ponto esses micro-organismos foram capazes de sobreviver às baixas temperaturas além da falta de oxigênio do espaço.

Terra ao vivo do espaço

Desde 2014, milhões de internautas de todo o mundo podem conferir como a Terra é vista do espaço. Trata-se do projeto High Definition Earth Viewing da ISS (Estação Espacial Internacional). A ideia é transmitir as imagens do planeta na internet em tempo real.

Os usuários podem conferir como é a Terra vista do espaço em quatro ângulos diferentes.  Isso porque as câmeras foram instaladas no módulo da Agência Espacial Europeia Columbus.

Elas  ficam dentro de cápsulas pressurizadas, em temperaturas controladas.

Projeto busca estudar os efeitos do ambiente do espaço

O projeto busca estudar os efeitos do ambiente do espaço nos equipamentos, e na qualidade de vídeos. Os resultados serão analisados e poderão ajudar os engenheiros na escolha de câmeras para futuras missões.