A Inteligência Artificial pode provocar o fim da humanidade, diz estudo

A Inteligência Artificial pode provocar o fim da humanidade, diz estudo

15 de outubro de 2022 0 Por Jonas Estefanski
Compartilhar:

Pesquisadores da Universidade de Oxford sugerem que é “provável” que máquinas pensantes levem a raça humana à extinção

Distopias nas quais máquinas pensantes dominam a humanidade são um dos temas mais populares nas obras de ficção científica. Obras como O Exterminador do Futuro e Matrix imaginam o que poderia acontecer caso esse cenário se tornasse realidade. Agora, um novo estudo feito por cientistas da Universidade de Oxford sugere que é “provável” que a Inteligência Artificial (IA) leve a raça humana à extinção. 

Risco existencial para a humanidade

No estudo, Michael Cohen e Michael Osborne, de Oxford, e Marcus Hutter, pesquisador da Australian National University (ANU) analisam como a Inteligência Artificial pode representar um risco existencial para a humanidade como consequência de seus sistemas de recompensa. O que os pesquisadores sugerem é que, no futuro, uma IA avançada supervisionando alguma função importante possa ser incentivada a trapacear para obter sua recompensa de maneiras que prejudiquem a humanidade.

Humanos como alvos de IA

“Sob as condições que identificamos, nossa conclusão é muito mais forte que a de qualquer publicação anterior: uma catástrofe existencial não somente é possível, mas provável”, disse Cohen em suas redes sociais. “Em um mundo com recursos infinitos, seria extremamente incerto o que ocorreria. Em um mundo com recursos finitos, há uma competição inevitável por esses recursos”, concluiu.

O estudo imagina um cenário onde a vida na Terra se transforma em um jogo de soma zero entre a humanidade e as máquinas superavançadas, que tentaria aproveitar todos os recursos disponíveis para garantir sua sobrevivência e se proteger contra nossas tentativas de derrotá-las. “Perder este jogo seria fatal”, disseram os pesquisadores.