VIAJEM NO TEMPO: Russos conseguem fazer computador quântico “voltar no tempo”

VIAJEM NO TEMPO: Russos conseguem fazer computador quântico “voltar no tempo”

16 de março de 2019 0 Por Jonas Estefanski
Compartilhar:

A pesquisa não aponta uma forma de humanos voltarem ao passado, no entanto

A notável conquista foi comparada a ter um conjunto de bolas de sinuca espalhadas voltando ao lugar inicial.

Cientistas conseguem voltar o tempo
Um passo mais perto de De Volta para o Futuro? Crédito de imagem: CC BY-SA 3.0 Ed g2s

O mundo da física quântica pode ser desconcertante nos melhores momentos e essa conquista mais recente, que foi alcançada por uma equipe de cientistas da Rússia, Suíça. e os EUA, não é exceção.

O experimento envolveu o uso de um computador quântico rudimentar composto de quibits – unidades básicas de informação que podem ser um, zero ou uma mistura (superposição) de ambos.

Um “programa de evolução” foi executado para dispersar os quibits em padrões cada vez mais complexos – um processo comparável a um agrupamento triangular de bolas de sinuca sendo atingido pela bola branca e espalhado pela mesa.

Para conseguir a ‘reversão do tempo’, os cientistas usaram um programa separado para modificar o estado do computador quântico, de modo que os quibits fossem então devolvidos ao seu estado ordenado original.

Em nossa analogia com a mesa de sinuca – isso seria como se todas as bolas fossem “desespalhadas” e se transformassem em um triângulo perfeito.

O pesquisador-chefe, Dr Gordey Lesovik, disse:

Criamos artificialmente um estado que evolui em uma direção oposta àquela da flecha termodinâmica do tempo.

Embora seja pouco provável que o avanço faça com que o DeLorean, do filme “De Volta Para o Futuro“, seja uma realidade em breve, isto deve, em última análise, ser inestimável no campo da computação quântica.

O próximo passo será reduzir a taxa de erro, melhorando a sofisticação da tecnologia.

Dr. Lesovk disse:

Nosso algoritmo pode ser atualizado e usado para testar programas escritos para computadores quânticos e eliminar ruídos e erros.

(Fonte)

Conduzido pela equipe de pesquisadores de Lesovik e cientistas do Laboratório Nacional Argonne, nos Estados Unidos, o experimento tinha como objetivo reverter o tempo em um único elétron.

“Esse é um trabalho de uma série de estudos sobre a possibilidade de violar a segunda lei da termodinâmica. A lei se relaciona à noção da flecha de tempo, que supõe uma direção temporal: do passado ao futuro”, escreveram os cientistas no artigo. “Aqui mostramos que, enquanto na natureza a conjugação complexa necessária para a reversão do tempo pode parecer exponencialmente improvável, pode-se projetar um algoritmo quântico que inclui conjugação complexa e, assim, inverter um dado estado quântico”

Após inúmeros testes, os cientistas conseguiram restaurar em 85% o estado anterior do computador quântico. Os pesquisadores realizaram o experimento em sistemas de dois e três qubits; mas apenas foi possível realizá-lo no primeiro modelo.

A partir dos resultados, os cientistas esperam que seu trabalho ajude outros cientistas quânticos da computação a voltar no tempo e deixar um software exatamente como era antes.

Fonte