SONDA DE MEIA TONELADA COLIDIRÁ COM A TERRA EM BREVE

SONDA DE MEIA TONELADA COLIDIRÁ COM A TERRA EM BREVE

3 de março de 2019 0 Por Jonas Estefanski
Compartilhar:

Há muito lixo na órbita da Terra que não tendemos a ver em nossos céus; um monte deles é bastante pequeno, mas existem algumas peças maiores. Como eles perdem altitude constantemente, podemos esperar para vê-los novamente e um deles pode estar chegando em breve.

Esse pedaço de lixo é o Kosmos 482, uma sonda espacial soviética lançada em 31 de março de 1972. Estava destinada ao planeta Vênus, mas quando tentou sair da órbita da Terra, a sonda infelizmente quebrou em pedaços e nunca conseguiu sair.

Diagrama da espaçonave.

Algumas das peças caíram de volta à Terra dentro de um mês de seu lançamento. Mas um grande pedaço ainda está lá em cima, incluindo uma parte de quase meia tonelada. Esperava-se que caísse entre 2023 e 2025, mas pode ser bem mais cedo – ainda neste ano, segundo um novo relatório.

Vale a pena notar que a peça está em uma órbita elíptica e sua altitude média é de 1.309 quilômetros, considerando que está muito abaixo dos cerca de 1.367 quilômetros do ano passado. No momento, sua velocidade a mantém em órbita, mas à medida que essa órbita decai, sua descida deverá acelerar à medida que a força da gravidade da Terra se tornar mais forte.

E, como a nave foi construída para resistir a uma aterrissagem em Vênus nas temperaturas infernais da superfície do planeta, espera-se que ela retorne à Terra em uma única peça sem danos maiores. “Sim, a embarcação de descida sobreviverá a uma reentrada sem problemas”, disse o observador de satélite Thomas Dorman. “Seria engraçado se o paraquedas da nave abrisse, mas tenho certeza de que as baterias para dispará-los morreram há muito tempo”, concluíram.

Sabemos que ela pode sobreviver à reentrada, porque o Kosmos 482 tinha uma nave irmã, a Venera 8, lançada quatro dias antes. A Venera 8 fez uma descida bem sucedida até a superfície de Vênus, onde a temperatura média está em torno de 462°C. Uma vez lá, fez algo ainda mais surpreendente: sobreviveu, transmitindo dados, por mais de 50 minutos.

Você precisa se preocupar? Bem, é difícil dizer, embora o perigo pareça improvável. A maior parte dos detritos espaciais – como a estação chinesa Tiangong-1, que desceu no ano passado – acaba no oceano, já que ele compõe a maior parte da superfície de nosso planeta. Até o momento, no entanto, não tivemos mortes confirmadas devido à queda de detritos espaciais. Nós supomos que há uma primeira vez para tudo, mas você provavelmente você está seguro por enquanto. [ScienceAlert]

 

Fonte