NASA VAI LANÇAR SUBMARINO PARA DESCOBRIR VIDAS MISTERIOSAS NO FUNDO DO MAR

NASA VAI LANÇAR SUBMARINO PARA DESCOBRIR VIDAS MISTERIOSAS NO FUNDO DO MAR

27 de fevereiro de 2019 0 Por Jonas Estefanski
Compartilhar:

Possivelmente, existem mais coisas entre o fundo do mar e a superfície do que nós podemos podemos imaginar. E pensando nisso, em todas as possibilidades que ainda não foram exploradas, cientistas da NASA e da Woods Hole Oceanographic Intitution (WHOI) se uniram para projetar um submarino para explorar as áreas mais profundas do oceano.

Levando em consideração que se tem conhecimento de centenas de astronautas que já viajaram para o espaço, e que são raros os relatos de pessoas que chegaram ao fundo do oceano, entende-se que mergulhar no fundo dos mares é uma tarefa um pouco mais complicada do que subir ao espaço.

Por esse motivo, não sabemos muito sobre o que acontece nas áreas mais profundas de nossas águas, como por exemplo, a zona hadal, que fica a mais de 6 mil metros abaixo da superfície, sendo a camada mais inferior da zona pelágica. Mesmo que cerca de 45% dos oceanos do mundo existam nessa zona, essa parte, em especial, tem sido um grande mistério para a humanidade, pelo menos, até agora.

Missão no fundo do mar

O projeto, financiado pelo setor privado, arrecadou US$ 1,2 milhão para pesquisar, projetar e construir um novo robô capaz de explorar a zona hadal. O novo drone foi batizado de Orfeu, uma referência direta ao herói grego que mergulhou nas profundezas do inferno. Com a construção do veículo, os cientistas esperam que, da mesma forma, este Orfeu possa encontrar novas criaturas marinhas que habitem essas áreas e tirar fotos da vida no fundo do mar.

“Eles são quase totalmente inexplorados e é um ambiente muito inóspito para a exploração”, explicou um dos engenheiros criadores do robô, John Leichty, ao Business Insider. “Mas há muitas criaturas que vivem lá”, acrescentou.

Em 2014, os cientistas da WHOI já tentaram explorar as regiões mais profundas do oceano, usando seu veículo Nereus, mas a missão não deu muito certo. Após seis semanas de exploração, a máquina operada por controle remoto foi perdida a cerca de seis milhas abaixo da superfície. Dessa vez, a equipe conta com a ajuda dos engenheiros do Jet Propulsion Lab da NASA para construir o novo submarino.

A ideia é criar um drone submersível, tão pequeno e tão leve que possa ser lançado ao mar para explorar outros oceanos, e o Orfeu é o primeiro passo dessa missão.

“Essa é uma versão, muito, muito melhor, do bisavó do veículo que pode ir para a Europa”, disse ao Business Insider, o biólogo Tim Shank, que lidera a Hadex, ou missão de exploração da zona hadal.

Fase de testes

A equipe de cientistas realizou o primeiro teste independente e autônomo do Orfeu em setembro de 2018, próximo à baia de Cape Code. O robô, do tamanho de uma grade de quintal e que pesa cerca de 600 quilos, chegou a 176 metros de profundidade, o que ainda está muito acima da zona hadal. Por esse motivo, o Orfeu ainda não está pronto para sua missão final.

“Há muito trabalho que precisamos fazer para melhorar a autonomia para poder realizar missões mais complexas”, disse Leichty.

O robô é equipado com quatro câmeras Go-Pro (com flashes), que ajudam o veículo a navegar sozinho e capturar imagens do cenário. A OceanX, uma das fundadoras da missão, divulgou um vídeo da última missão na semana passada.

Dessa vez, o Orfeu chegou a 577 metros de profundidade. E segundo Leichty contou, as câmeras conseguiram registrar algumas criaturas “semelhantes a caranguejos” e “em forma de tubo”. A equipe da WHOI também reuniu 40 imagens do fundo do mar que o robô capturou para criar um mosaico 3D.

 

Fonte