“Asteroide poderá atingir a Terra em alguns dias e NASA tenta acobertar”, dizem teóricos da conspiração

“Asteroide poderá atingir a Terra em alguns dias e NASA tenta acobertar”, dizem teóricos da conspiração

2 de fevereiro de 2019 0 Por Jonas Estefanski
Compartilhar:

A NASA – a principal agência espacial do mundo – anunciou anteriormente em seu site oficial que um asteroide de 2,4 quilômetros de largura estava em curso para um “baixa probabilidade de impacto” em 2019.

Foi previsto que a rocha espacial denominada 2002 NT7 se aproximaria da Terra à velocidade de 100.000 km/h.

Estimativas dos cientistas até deram uma data para um possível impacto, dada a pequena chance de atingir o planeta em 1 de fevereiro.

No entanto, a previsão do impacto do dia do juízo final do 2002 NT7 foi rapidamente retratada – com a NASA anunciando que havia analisado o risco do impacto, e que não era mais um perigo.

A Nasa agora diz ser provável que o 2002 NT7 passará inofensivamente pela Terra no dia 13 de janeiro, a 61.000.000 de quilômetros de distância, ainda mais longe que Marte.

No entanto, os teóricos da conspiração não estão convencidos e, em vez disso, estão acusando a agência de acobertamento, em vez de aceitar que era um simples recálculo.

O 2002 NT7 foi um dos primeiros asteroides a ser classificado com “risco de impacto positivo” e sua colisão foi estimada em 28 vezes mais provável do que ganhar na loteria.

Quatro dias de frenesi global sobre o asteroide se seguiram, mas a NASA subitamente anunciou que não havia nada com que se preocupar.

Os cientistas fizeram o que os cientistas fazem, coletaram mais dados e determinaram que a rocha não era mais uma ameaça à Terra. Apesar disso, o interesse ressurgiu no 2002 NT7 – com pelo menos 75 vídeos sobre o tópico carregados para o YouTube ao longo de 2018. Vários blogs e sites de conspiração acusaram a agência espacial mais renomada do mundo de “mudar sua história” sobre o asteroide. E tudo isso apesar do asteroide não ser considerado um perigo pela NASA desde 1º de agosto de 2002.

Na época, o especialista da NASA, Dr. Don Yeomans, disse categoricamente:

Agora podemos descartar uma possibilidade de impacto para 1º de fevereiro de 2019.

Outros artigos on-line também responderam à enxurrada de atividades relativas ao 2002 NT7, desmentindo as alegações repetidas de perigo.

Cálculos sobre o impacto potencial do 2002 NT7 até mesmo lhe deram um tempo exato de impacto: 11h47. Mesmo assim, as chances de impacto foram dadas como sendo uma em 75.000.

No entanto, os cientistas deram previsões simplistas sobre como tal impacto afetaria a Terra, alertando sobre o inverno nuclear e a humanidade estando à beira da extinção.

A NASA e outras agências espaciais estão constantemente monitorando quaisquer ameaças interestelares, conscientes dos principais riscos representados por rochas espaciais nocivas.

Artigos publicados em 2002, com o primeiro (à esquerda), de 24 de julho, dizendo que a rocha espacial estava em curso de colisão, e o segundo, de 29 de julho, desmentindo o primeiro, causando um tumulto com os teóricos da conspiração. (Foto: BBC)

A NASA estima que uma rocha espacial de aproximadamente o tamanho do 2002 NT7 teria ‘efeitos mundiais’ caso alguma vez colidisse com a Terra.

E a agência espacial tem sido aberta sobre a ameaça de impactos de asteroides, com a Casa Branca neste ano implementando a Estratégia de Preparação de Objetos Próximos à Terra e um Plano de Ação.

O documento de 18 páginas – uma publicação conjunta da NASA e da Agência Federal de Emergência – mostra como o mundo estará preparado para as consequências do impacto de um asteroide.

Alguns teóricos da conspiração, no entanto, acreditam que isso pode ser um pouco tarde demais se o 2002 NT7 chegar à Terra apenas um mês depois do Ano Novo.

YouTuber Justin Knight, que tem 300.000 assinantes de seu canal Dahboo77: Underground World News, levantou questões sobre o NT7 2002.
Ele produziu um vídeo sobre o asteroide que foi visto mais de 118.000 vezes – questionando a história oficial da NASA.

O site de notícias espaciais e blog de conspiração Space.news também questionou se o asteroide havia sido encoberto. Em um artigo, ele descreveu a mudança de declaração da NASA como ‘suspeita’ e questionou se era ‘sincera ou desonesta’.

O 2002 NT7 provavelmente irá passar inofensivamente pela Terra em alguns dias, e é improvável que alguém o notará. A rocha espacial virá novamente em 41 anos, com outro passe relativamente próximo previsto para fevereiro de 2060.

A NASA disse que não poderia descartar completamente uma colisão, então parece que o Armagedom foi adiado até pelo menos a outra data.

E poderíamos estar prontos para isso, pois o oficial de defesa planetária da NASA, Lindley Johnson, expôs a nova estratégia da agência:

Este plano é um esboço não apenas para melhorar a busca por asteroides perigosos, mas também para prever melhor suas chances de ser uma ameaça de impacto no futuro e os efeitos potenciais que poderiam ter sobre a Terra.

O mundo não vai acabar em 1 de fevereiro de 2019 – a menos que algo realmente dê errado no próximo mês.

(Fonte)

 

KF